DIA MUNDIAL DO CÂNCER: já fez seu check-up oncológico?

Por: Dr. Eduardo Romero – Oncologista Clínico (CRM-MT: 9.463)

08 de Abril é o Dia Mundial de Combate ao Câncer. A data serve para conscientizar a população mundial sobre os cuidados de prevenção da 2ª doença que mais mata pessoas em todo o mundo: o câncer, também conhecido por neoplasia.

Aproveitando este dia, gostaríamos de incentivá-lo a fazer a prevenção do câncer, a doença que em 2018 e 2019 terá cerca de um milhão e 200 mil casos novos no Brasil, segundo as Estimativas do INCA publicadas em 2018. Além disso, em cerca de 10% das cidades brasileiras já é a doença que mais leva a morte, superando as doenças cardiovasculares. A expectativa é que em cerca de uma década seja a doença que mais leve a óbito os brasileiros.

Dito isto, fica claro a importância da prevenção e do diagnóstico precoce das neoplasias. É necessário que as pessoas e os profissionais da saúde invistam em prevenção e não em tratamento apenas. O brasileiro tem uma cultura de só ir ao médico quando sente algo, e não para fazer exames de rotina e preventivos. Ai mora o problema quando pensamos no câncer. Este, quando diagnosticado precocemente, seja qual tipo for, tem grandes chances de cura. Porém, quando o mesmo já se apresenta com sintomas ou avançado, a chance é remota.

Então além de mudança de hábitos, alimentação diversificada e saudável, atividades físicas regulares, evitar tabagismo e etilismo, ser vacinado e outras medidas que ajudam na prevenção, devemos também comparecer ao médico regularmente e fazer os exames que podem detectar precocemente o câncer. Irei citar, bem resumidamente, alguns dos exames que podemos fazer para prevenção e diagnóstico precoce de diversas neoplasias:

  • PAPANICOLAU (citologia oncótica/CCO): neoplasia de colo uterino
  • MAMOGRAFIA, ULTRA SOM E RESSONÂNCIA DE MAMAS: neoplasia de mama
  • PSA TOTAL E TOQUE RETAL: neoplasia de próstata
  • COLONOSCOPIA: neoplasia de colón
  • ENDOCOPIA DIGESTIVA ALTA: neoplasia de esôfago e estomago
  • TOMOGRAFIA DE TÓRAX DE BAIXA DOSAGEM: neoplasia de pulmão (com indicações especificas para tabagistas e ex tabagistas pesados)

Portanto, procure seu médico e discuta com ele qual exame e em que momento você deve fazer. Lembre-se que vários fatores são levados em consideração na hora de realizar estes exames, como idade, história familiar, sintomas e fatores de risco pessoais, por exemplo. Por isso, nada melhor do que ir ao seu médico regularmente e discutir com ele. O Oncologista Clínico não trata apenas o câncer, ele pode ser também o médico que irá te acompanhar e solicitar os exames corretos para prevenção ou diagnóstico precoce. É aquele velho ditado, e que é realmente verdadeiro: PREVENIR É MELHOR QUE REMEDIAR!

Dr. Eduardo Romero (CRM-MT: 9.463)

(Oncologista Clínico do Centro de Oncologia do Hospital São Mateus)

VEJA TAMBÉM