ENVELHECER…

Por: Drª. Lívia Valério Sanches Caporossi - Geriatra (CRM: 7470)

"A coisa mais moderna que existe nessa vida é envelhecer. A barba vai descendo e os cabelos vão caindo pra cabeça aparecer, os filhos vão crescendo e o tempo vai dizendo que agora é pra valer”, já dizia Arnaldo Antunes ao cantar, em 2009 a música Envelhecer.

A música trata com ironia e bom humor sobre essa  nova fase de nossas vidas. Uma das principais preocupações nessa nova etapa que se inicia após os 60 anos, é com a saúde, aparência física, perdas e as limitações motoras associadas ao envelhecimento. Diante dessa realidade, é importante traçar uma perspectiva do curso de vida, promover um envelhecimento ativo, para manter a independência e a qualidade de vida na velhice. Deve haver um planejamento para transformar os desafios em oportunidades. Manter a autonomia e independência durante o processo de envelhecimento é uma meta fundamental.

Para que o envelhecimento seja uma experiência positiva, com uma vida mais longa, deve ser acompanhada de bons hábitos alimentares, prática de atividade física, visitas regulares ao geriatra, com as prevenções cabíveis e os tratamentos necessários. A prática de atividade física supervisionada contribui para melhora das dores osteoarticulares e musculares, além de melhorar a saúde cardiovascular, a ansiedade e a depressão. Os bons hábitos alimentares estão associados ao controle de doenças crônicas e prevenção de outras patologias preveníveis. Essa prática propicia o bem-estar físico, social e mental ao longo do curso da vida. O mais importante é não esperar adoecer para iniciar um envelhecimento ativo, mas lembrar-se de que nunca é tarde para iniciá-lo.

Drª. Lívia Valério Sanches Caporossi
(CRM: 7470)

VEJA TAMBÉM